30 de julho de 2019 jesianerocha 0Comment

 

A Rinoplastia – cirurgia plástica que altera o formato ou tamanho do nariz – é um dos procedimentos mais realizados no mundo. As possibilidades são inúmeras: aumentar ou diminuir o nariz, dar projeção à ponta, diminuir as asas nasais, melhorar a projeção do dorso nasal e diminuir a giba óssea. No entanto, muitas pessoas adiam o desejo de ter um nariz mais bonito devido ao medo de resultados artificiais e do tempo de recuperação após a cirurgia. A novidade é que uma técnica, chamada Rinoplastia Preservadora (Preservation Rhinoplasty), reduz muito o tempo de recuperação e proporciona resultados naturais e sem estigmas.

 

Em Pernambuco o método é utilizado pelos cirurgiões plásticos Ana Carolina Campolina e Pablo Maricevich, da clínica Aviva. Segundo Ana Carolina Campolina, a técnica é realizada de maneira menos invasiva. “A cirurgia é feita preservando a anatomia funcional do nariz, ligamentos e demais tecidos não são lesados, oferecendo resultados mais precisos, menos sujeitos às forças de cicatrização e uma recuperação bem mais rápida”, explica.

 

Cirurgiões plásticos Ana Carolina Campolina e Pablo Maricevich,, da clínica Aviva

 

Ao contrário da técnica convencional aberta, a cirurgia é realizada por cortes internos, sem deixar cicatriz aparente. “Contudo a técnica é completamente diferente da rinoplastia fechada tradicional, que é chamada de técnica reducional”, afirma Pablo Maricevich. Após remodelação das cartilagens e das estruturas ósseas faz-se o curativo, que permanece por 10 dias. “A cirurgia dura, em média, quatro horas e o pós-operatório é totalmente indolor. Pode ser mais difícil respirar pelo nariz ao longo da primeira semana”, conclui Dr. Pablo.

 

RECUPERAÇÃO – Menos agressiva, o pós-operatório da Rinoplastia Preservadora é muito mais rápido, possibilitando que o paciente retorne às suas atividades em pouco tempo. “Com 10 dias o paciente está muito bem e com 30 dias quase não se nota mais o inchaço”, informa o Dr. Pablo Maricevich.

 

INDICAÇÃO – A Rinoplastia Preservadora é indicada para pacientes que vão realizar a cirurgia pela primeira vez. “Em casos de cirurgias secundárias, ou seja, em pacientes que já passaram pelo procedimento da rinoplastia, uma associação de técnicas pode ser necessária, dependendo da anatomia de cada paciente”,  avisa a Dra. Ana Carolina Campolina.

 

 

 

Aviva Cirurgia Plástica

Av. Antônio de Góes, 275 – sala 407 Pina – Recife, PE 

Fone: (81) 3032-2221 | 3032-2212

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *