5 de junho de 2019 jesianerocha 0Comment

 

Em sua segunda edição, a exposição de artes Cores da Terra chega ao Maior e Melhor São João do Mundo com o tema “Terra de Caruaru”, misturando estilos e técnicas das artes visuais. O salão estará aberto ao público a partir da próxima sexta-feira (06), das 17h às 23h, no Galpão das Artes (Estação Ferroviária). A entrada é gratuita, de classificação livre e aberta ao público de quarta a domingo. O projeto é coordenado pelo artista plástico e ceramista Humberto Botão e com curadoria assinada por Carlos Lima.

 

O projeto recebeu mais de 100 inscrições de obras, das quais foram selecionadas 40 de 28 artistas de Caruaru e região, retratando o tema a partir da pintura, posca, escultura em cerâmica e madeira, talha, assemblage e intervenção artística em fotografia. “Elementos da cultura, do cotidiano e da história de Caruaru aparecem representados nas cores e nos contrastes entre técnicas tradicionais e temas contemporâneos ou mesmo na utilização de novos materiais, afirmando o sentimento integrador e de resistência que a arte promove, provocando o observador a questionar certezas. Os Mestres aparecem representados para nos lembrar que, apesar de ser uma cidade convergente e globalizada, existe um núcleo irradiador de cultura local que se projeta para o mundo tanto na música, quanto nas artes visuais”, afirma um trecho do texto curatorial, assinado por Carlos Lima.

 

Para o coordenador do projeto, Humberto Botão, “esta é uma oportunidade de visibilidade e construção de um cenário de respeito, valorização e profissionalização das artes visuais caruaruenses. Buscamos fazer uma construção coletiva, levando o debate para a Associação dos Artistas Plásticos de Caruaru e dialogando sobre sua construção. Este ano, buscamos dar ainda mais ênfase à história dos participantes, para que a cidade possa conhecer a produção e a biografia dos seus artistas”, completa Botão.

 

A exposição junina de artes acontece há 20 anos, protagonizada pela Prefeitura de Caruaru. Desde o ano 2018, que a categoria assumiu sua organização, submetendo o projeto ao edital junino. O tema deste ano, Terra de Caruaru, faz menção ao livro de José Condé e referência às primeiras exposições, organizadas pelo artista Marcos Bezerra, cuja temática era a mesma.

 

 

Conheça o Curador Carlos Lima

Carlos Lima é natural de Recife, possui licenciatura em artes plásticas e mestrado em ciência das artes. Foi professor de curadoria e montagem de exposições do curso técnico em artes visuais (IFPE Olinda) e coordenador de ações educativas do Instituto Ricardo Brennand.  Atualmente, é coordenador de educação do Paço do Frevo, além de consultor de projetos culturais.

 

 

FICHA TÉCNICA – EXPO CORES DA TERRA

Humberto Botão / Coordenação Geral e Expografia

Carlos Lima / Curadoria

Amanda Samara / Produção e Assessoria de Imprensa

Criative / Comunicação Visual e Fotografia das Obras

Raphael Prestes / Monitor e Montagem

Sâmara Camilla / Monitora

Wellington Barros / Monitor e Montagem

Shivo Araújo / Montagem

Light / Iluminação

 

Associação dos Forrozeiros e Trios Pé de Serra de Caruaru – ASFOC / Proponente do Projeto

Associação dos Artistas Plásticos de Caruaru – AAPC / Colaboradora

 

ARTISTAS

Adriano Freire

Ágatha Monteiro

Aldayr Matias

Blaze Wolf

Caju Galon

Ed Bernardo

Edu Albuquerque

Eliaquim Artesão

Firmo

Glauber Fábio

Glauco Lima

Héctor Luis Cisneros

Helô Germany

Humberto Botão

E. Ramos

Jader Moura

João de Barro

Márcio Ferreira

Marcus Bastos

Marluce Barbosa

Nicinha Otília

Petros Pessoa

Ratinho

Raul 78111

RLuz

Shivo Araújo

Zenilda Bezerra

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *